MOSAICO DE SANTA RITA: VENHAM CONHECER A HISTÓRIA DESSA OBRA

O mosaico que conta a história de nossa padroeira, Santa Rita de Cássia, é uma obra do artista sacro Julio Quaresma e da artesã Marinella Spadon do ateliê Marinella Mosaicos, na qual se encontra instalado na parte externa do Centro Poli Cultural Catequético.

Cada quadrante do grande painel de quase cinco metros de altura e 2,85 metros de largura, retrata momentos marcantes da vida da Santa sendo todas ilustradas com pequenas pastilhas de cerâmica nos seus mais variados tons e cores.

Por isso,  a seguir iremos apresentar cada fase do mosaico junto a história de cada fenômeno.

 

1. MILAGRE DAS ABELHAS

Um dia, perto de um riacho os pais de Rita puseram seu berço em uma sombra devido o forte calor. Quando de repente um dos camponeses que ali estavam na lavoura junto de seus pais, Amata e Antônio,  cortou-se gravemente com um foice.

Envolvidos com o trabalhador ferido não se deram conta que um enxame de abelhas tomara o berço da menina. Os pais entraram em desespero.  O camponês sem pensar duas vezes começou a espantar os insetos.

Após dispersar o enxame ele olhou para sua mão ferida e notou que o machucado havia fechado e que nas dobras do corpo da menina e nas cobertas que a envolvia estavam com mel que fora depositado pelas abelhas.

 

 

2. PERCA DE SEUS FILHOS PARA PESTE NEGRA

Após o assassinato de seu marido, Paulo Mancini, seus filhos gêmeos, Giangiacomo e Paulo, juraram vigar a morte do pai. Santa Rita, então, pediu a Deus que não deixasse eles cometerem esse pecado mortal. Logo os dois ficaram muito doentes pela peste negra.           Antes que eles morressem, porém, Rita ajudou os dois a se converterem, ao amor de Deus e ao perdão. A graça foi tão grande que os dois conseguiram perdoar o assassino do pai, e morreram.

 

 

 

 

 

3. ENTRADA MILAGROSA DE SANTA RITA NO MOSTEIRO DAS AGOSTINIANAS DE CASCIA

Desmotivada e sozinha na vida, Rita, quis entrar para o convento das irmãs Agostinianas, obedecendo ao chamado que sentia desde menina. As irmãs, porém,  não a aceitaram por temer que a sua presença suscitasse ódio e vingança.

Em um dia ela voltou ao riacho marco do primeiro fenômeno, rezou, e logo adormeceu a margem, quando ela escutou seu nome ser chamado repetidas vezes: Rita. Rita. Rita.

Quando acordou, segundo a história, ela viu três santos de sua devoção, São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolas. Eles pediram que ela os seguisse e depois de andarem pelas ruas, os santos desapareceram e Rita sentiu um suave empurrão. Ela caiu em êxtase e, quando voltou a si, estava dentro do mosteiro, estando este com as portas trancadas. Então as freiras não lhe puderam negar a entrada. Rita viveu ali por quarenta anos.

 

4. MILAGRE DA VIDEIRA

 

 

 

 

 

 

 

 

Rita, era tratada com diferença pelas demais monjas, contam que a madre a fez regar um pedaço de madeira seco durante um ano como forma de testar a sua obediência. Desse pedaço de madeira seco brotou uma videira que produz frutos até hoje.

 

 

5. IMPOSIÇÃO DA ESTIGMA DE CRISTO

Rezando aos pés da cruz, Rita, pediu a Jesus que pudesse sentir um pouco das dores que ele sentiu na sua crucificação. Então, um dos espinhos da coroa de Jesus cravou-se em sua cabeça e ela sentiu um pouco daquela dor terrível que ele passou.

O espinho fez  uma grande ferida, de tal forma que ela tinha que ficar isolada das demais monjas. Assim, ela fazia mais orações e jejuns para Deus. Ela ficou com a ferida por 15 anos.

 

 

 

 

 

6. MILAGRE DAS ROSAS E DOS FIGOS

Rita, estava muito doente, era inverno em Cascia. Ela recebeu a visita de duas conhecidas que se dispuseram a atender as desejos dela na tentativa de aliviar seu sofrimento. Nisso, Rita pediu que a trouxessem dois figos, e uma rosa de seu jardim. Elas acharam que Rita estava delirando, pois, nevava e fazia muito frio e as plantas estavam secas. Porém, para cumprirem com o prometido foram ao jardim. Ao chegarem lá de fato a roseira estava florida e a figueira com frutos.

7. TRINDADE 

No painel três anjos na cor azul simbolizam a santíssima trindade. Eles nos lembram que toda a vida de Rita foi cercada e guiada pelo espirito santo.

 

8. DETALHES: PÉS DE SANTA RITA E NOME NA SANTA

 

9. PAINEL COMPLETO

Venham nos visitar e conheçam o mosaico, a obra do Centro Poli Cultural Catequético, nossa Matriz, nossas lojas e muito mais.

 

Paróquia Santa Rita de Cássia
Avenida Coruja, 672 – Jardim Vitória – Cep: 87207-264

Telefone: (44) 3019-1813
WhatsApp: (44)  9 9911-3440

Email: paroquiasantaritacianorte@outlook.com

Cianorte- Paraná

 

“Somos Abelhas Felizes na Colmeia!”

 

 

 

Comentar

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *